Construvendas

Entre em contato conosco!

Voltar

Bandeiras tarifárias: acabe com suas dúvidas

Publicado por Construvenda,
31 de agosto de 2017

Bandeiras tarifárias: acabe com suas dúvidas
Em vigor desde 2015, as bandeiras tarifárias ainda são motivo de dúvida para quem pega a conta de energia. Acabe agora mesmo com algumas de suas dúvidas sobre este novo método de cobrança!

O que significa o Sistema de Bandeiras Tarifárias?


Você já deve ter percebido que na conta de luz existem as bandeiras verde, amarela e vermelha. Elas indicam se você está pagando menos ou mais na conta naquele mês. Elas substituíram o reajuste anual e facilitaram para as pessoas economizarem energia, já que há sempre o aviso quando a bandeira tarifária sobe.

Esse reajuste mensal nas contas é baseado em informações do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e repassado ao mercado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A variação depende do custo de produção da energia, caso não seja necessário acionar usinas termelétricas (que geram mais custo) a conta sairá mais barata. As cores de bandeiras mudam de acordo com o aumento no acionamento de usinas extras para geração de energia.

O que querem dizer as cores?


Verde significa que você está pagando o valor base pelo kW/h; amarelo significa que é acrescentado R$ 1,50 a cada 100 kW/h; a bandeira vermelha patamar 1 indica que o preço base terá um acréscimo de R$ 3,00 na conta a cada 100 kW/h; já a bandeira vermelha patamar 2 é a que indica maior aumento no valor da conta, ela adiciona R$ 4,50 a cada 100 kW/h consumidos.

O aumento é proporcional ao meu consumo mensal?


Não! O aumento independe do seu consumo mensal de energia e não tem nenhuma ligação com multas. Quem ditará qual será o aumento é a Aneel de acordo com relatório emitido pelo ONS e a aplicação de aumento ou diminuição do custo será para todos os consumidores.

Ainda tem alguma dúvida sobre as bandeiras tarifárias? Deixe um comentário e em breve responderemos!